Loading...
FERTILIDADE E NUTRIÇÃO: 4 dicas indispensáveis para quem quer ter filhos
14nov

FERTILIDADE E NUTRIÇÃO: 4 dicas indispensáveis para quem quer ter filhos

Você sabia que a nutrição é extremamente importante para o processo de reprodução? Quanto mais equilibrados nutricionalmente forem os progenitores, maiores serão as chances de sucesso da fertilização e implantação do embrião. Maiores também serão as chances de sustento de uma gravidez saudável sem maiores intercorrências. Confira 4 dicas indispensáveis para a melhora da fertilidade:

COMBATE À OBESIDADE E BAIXO PESO

O fator de maior importância para a fertilidade é o estado nutricional de um modo geral, ou seja, tanto o baixo peso, quanto a obesidade podem influenciar negativamente no processo. O baixo peso geralmente vem acompanhado de alterações dos hormônios lipossolúveis, que são em sua maioria os hormônios sexuais. O aporte inadequado de gorduras boas pode gerar uma baixa produção desses hormônios, gerando, tanto para ao homem quanto para a mulher, uma condição inadequada no perfil hormonal. Este, por sua vez, se torna desfavorável e prejudicial para a fertilidade. Já o sobrepeso e a obesidade trazem consigo outros problemas, como por exemplo, o aumento da secreção de insulina, hormônio importante para a manutenção das taxas de açúcar no sangue, mas que ao ser liberado em excesso (principalmente em função do consumo exagerado de carboidratos simples/refinados) compromete a ovulação podendo diminui-la ou até mesmo interrompe-la.

CONSUMA ALIMENTOS ANTI-INFLAMATÓRIOS

Outro ponto importante para melhorar a fertilidade é o consumo adequado de alimentos anti-inflamatórios, pois a inflamação e o excesso de hormônios relacionados ao estresse, como o cortisol, podem danificar os gametas masculinos e femininos. Isso ocorre porque há uma produção exacerbada do que chamamos de radicais livres. Os alimentos que podem ajudar a reverter esse quadro, juntamente com uma dieta balanceada e a pratica de exercícios físicos regular, são:

Alimentos fontes de Vitamina C: a vitamina C é um potente antioxidante/anti-inflamatório, que ajuda no controle desses radicais livres. Portanto, consumir laranja, acerola, kiwi e outras frutas cítricas podem ser uma alternativa saborosa e muito eficaz para aumentar a fertilidade!

Alimentos fontes de ômega 3: os peixes e alguns grãos, como a linhaça, são excelentes fontes de ômega 3, outro nutriente anti-inflamatório extremamente importante para o alcance da fertilidade adequada.

Observação: também é importante evitar o consumo de alimentos inflamatórios. Esses alimentos são geralmente os ultraprocessados, embutidos e industrializados de modo geral. Tais alimentos contêm muitos aditivos químicos, que são altamente inflamatórios para o nosso organismo.

ADEQUAÇÃO DE VITAMINAS E MINERAIS

Existe uma gama de vitaminas e minerais que desempenham papeis muito importantes no nosso organismo, e alguns deles são coadjuvantes no processo de fertilização. Confira abaixo:

Vitamina E: A vitamina E desempenha papel importante na prevenção do aborto e também alguns estudos demonstraram sua importância na motilidade dos espermatozoides (a garotada fica mais ágil).

Fontes de vitamina E: gérmen de trigo, grãos integrais e oleaginosas (nozes, amêndoa, amendoim, castanhas). Também é indicado evitar alimentos industrializados e manter o consumo de água adequado.

Vitamina C: Além dos benefícios anti-inflamatórios, a vitamina C é importante para a saúde dos óvulos da mulher e também para a concentração e motilidade dos espermatozoides.

Fontes de vitamina C: laranja, limão, goiaba, kiwi, acerola, morango, tomate, pimentão e folhosos, como brócolis, couve-flor.

Vitamina B6: Essa vitamina desempenha um papel essencial no equilíbrio hormonal. Mulheres que possuem níveis muito baixos de B6 são geralmente aquelas que fazem uso de anticoncepcional e ainda assim possuem síndrome pré-menstrual, além de muitas vezes apresentarem depressão.

Fontes de vitamina B6: Carnes de aves, peixes, fígado, ovos, grãos de soja, aveia, produtos com trigo integral, amendoim e nozes.

Vitamina A: A deficiência dessa vitamina no organismo afeta diretamente a integridade e o número de espermatozoides.

Fontes de vitamina A (encontrada na forma de betacaroteno, seu precursor): cenoura, mamão, abóbora, batata-doce, aspargos, ervilhas, brócolis, espinafre e couve-flor. Outra excelente fonte é o óleo de fígado de bacalhau.

Zinco: Esse mineral é importante no desenvolvimento de um esperma saudável, pois eles possuem uma grande concentração de zinco na sua estrutura. O zinco também aumenta a fertilidade feminina, especialmente quando combinado com vitamina B6.

Fontes de Zinco: ostras, carne bovina, fígado de galinha, carne de peru escura, feijões, germe de trigo e leveduras.

Selênio: Esse mineral é tão importante quanto o zinco para a produção de esperma saudável. Fontes de selênio: grãos integrais e ovos.

TESTES GENÉTICOS

Com os avanços da medicina, o nutricionista atualmente dispõe de uma gama de ferramentas para conseguir adequar todos os fatores nutricionais, de maneira individualizada, podendo assim corrigir eventuais falhas, deficiências e estipular quantidades adequadas para supri-las. Como já vistos nessa matéria, existem diversos fatores a serem considerados quando falamos de fertilidade, sendo a adequação de cada um deles importante para o sucesso nesse processo. O exame genético constitui no mapeamento dos genes relacionados ao metabolismo de micronutrientes (cada vitamina e mineral de maior relevância nesse processo) e macronutrientes (carboidratos, lipídeos e proteínas). O exame também auxilia na previsão de gasto calórico e demanda energética de cada pessoa, contribuindo para a adequação do peso. Os resultados do mapeamento genético permitem ao nutricionista determinar a necessidade de eventuais suplementações, entre outras variáveis que podem ser determinantes para o objetivo de promover maior fertilidade. Ficou interessado? Leia também a matéria “TESTES GENÉTICOS: Como podem auxiliar na prescrição de dietas e treinos” e procure sempre a orientação do seu nutricionista!

 

Encontre um nutricionista especialista em reprodução humana e obstetrícia:
http://nutricore.com.br/membros/mariana-souto

Veja mais assuntos relacionados:
Como montar uma lancheira saudável para as crianças
Conheça as frutas que não podem faltar na alimentação de uma criança
Qual a influência da prática de atividade física na infância





Deixe um comentário

Encontre um consultório perto de você e agende agora mesmo uma consulta

Assine nossa newsletter

Cadastre seu e-mail e receba nossa newsletter com novidades sobre nutrição!